Volto ao assunto do Trânsito e Estacionamento na cidade de Tores Vedras:
                                                   
                                                     O "PINO"

Vê-se em todas as cidades e vilas mesmo naquelas onde a fiscalização existe. Agora que o “Sistema informático de gestão de estacionamento na cidade”  jaz no seio da Justiça, bem faria a C.M.se, face á inoperância da suprema autoridade policial (a qual continuará, por certo, a manifestar-se), apontasse baterias para impedir, de facto, o estacionamento abusivo e corrigir situações anómalas.
O PINO é a solução e já se vêem sinais de que a C.M. se vem orientando neste sentido.
Há, contudo, que cuidar do aspecto estético e ambiental. Faz pouco ou nenhum sentido que na cidade se utilizem cerca de 15 tipos de pinos ou similares que desempenhem as mesmas funções.
Desde o Modelo CMTV (o 1º que vem do séc.passado), aos cilíndricos, às bolas, aos retrácteis, às grades de vários tipos, aos cubos de pedra, aos cilíndricos de pedra, aos blocos de cimento, até aos recentes da zona pedonal do Largo de S.Pedro, é muita coisa para tão pequena cidade!
Num pequeno percurso com início na Rua João L.Moura (Mercado) até ao Largo do Tribunal, passando pelo Largo de S.Pedro, Rua Gago Coutinho, Terreirinho, Rua Francisco X.de Melo, Rua da Várzea, podem ver-se  13.  Só nesta última rua há 4 !!!
As nossas vizinhas Lourinhã e Caldas são uma excepção a esta regra: Não vi pinos no centro destas cidades. Na vila de Mafra creio que só há 3 tipos e noutras cidades que conheço nunca vi tal diversidade.

"Quem está ao sol e fecha os olhos,
Começa a não saber o que é o sol
E a pensar muitas coisas cheias de calor.
Mas abre os olhos e vê o sol,
E já não pode pensar em nada,
Porque a luz do sol vale mais que os pensamentos
De todos os filósofos e de todos os poetas.
A luz do sol não sabe o que faz
E por isso não erra e é comum e boa."~

(FP/Alberto Caeiro)