Passeios, Pinos, Percursos pedonais & Perplexidades

Nem mais. O Sr. Vice-residente da CM afirmava há 7 anos que “há que disciplinar“…“há que criar hábitos”, nunca percebi muito bem (nem percebo) o que isso significava, só faltou dizer que era na Escola que essas coisas se aprendem, a tal de educação civicazinha…
( Professores e funcionários da Madeira Torres e da Padre Francisco Soares - nem todos, obviamente - não precisaram de ninguém para  os disciplinar e lhes criar hábitos, bastaram uns parcómetros para fazerem a agulha para intra muros, insensíveis ao espectáculo degradante que vinham proporcionando).
Voltando às declarações do Sr.Vice-Presidente:  referem-se elas aos projectos da altura nesta área e que acabaram por se concretizar: um parque vigiado e pago, depois o Vai-Vem, e o percurso pedonal . Tudo muito bem projectado e executado. Há vestígios de tudo isso, agora. Uma miséria.
O Sr.Vice-Presidente não teve presente (creio que continua a não ter)  que o automobilista caseiro tinha (e continua a ter) melhores alternativas.Basta que o deixem "trabalhar"
As três fotos a seguir são a prova disso.
Aqui a carrinha, sempre de portas abertas para enganar sabe-se lá quem;
Nesta foto vê-se o local onde houve um pino, cortado sabe-se lá por quem. É a entrada. Por fim, a saída, como em qualquer parque.
Esta situação prefigura um suposto contrato individual de arrendamento. Já vigora há mais de um ano!

Sem comentários:

Enviar um comentário